Realismo Russo

Estudos e exercícios cênicos baseados nos textos curtos de Tchekhov, e em Pequenos Burgueses, de Gorki.

Período

de 23/01 até 07/05 (16 encontros)

Horários

das 10h às 13h

Valor

4 x 300,00 (ou à vista com 5% de desconto).

Coordenadores
Brian Penido Ross

Carioca, ator, diretor, tradutor e professor. Começou a fazer teatro no colégio e é membro do Grupo TAPA desde 1982, percorrendo, como ator,  praticamente toda a história do teatro brasileiro: dos autores do século XIX, como Martins Pena, França Jr. e Artur Azevedo até Nelson Rodrigues, João Cabral de Melo Neto, Jorge Andrade e Plínio Marcos. Do repertório clássico fez Brecht, Shakespeare, Molière, Bernard Shaw, Maquiavel, Tchecov, Oscar Wilde, Strindberg, Pirandello e Ionesco​, entre outros​, em mais de 30 espetáculos.​
Foi indicado para os prêmios de Melhor Ator por seu trabalho em “Nossa Cidade”, de T. Wilder e em "Major Bárbara", de Bernard Shaw.

Como diretor montou Nelson Rodrigues, Jorge Andrade, Vianinha, Tennessee Williams, entre outros. Tem 2 traduções publicadas: "Ivanov", de Tchecov e "A Importância de Ser Fiel", de Oscar Wilde.

Professor de teatro desde 1999, deu aulas nas Universidades Anhembi Morumbi e FAAP, no Teatro Escola Célia Helena, na SP Escola de Teatro, na Escola Livre de Teatro de Santo André.

Guilherme Sant'Anna

Formado em Artes Cênicas e com Pós-Graduação em Arte Integrativa, atua desde 1972. Trabalha junto ao Tapa desde “Apenas um Conto de Fadas”, em 1989, mas também atuou com o Grupo Folias D’Arte, a Companhia D’Alma e com o diretor Vladimir Capella, entre outros. Por sua atuação em “O Senhor do Porqueiral”, de Molière, recebeu os prêmios APCA, Mambembe e Shell de Melhor Ator. Recebeu seu segundo APCA em 2005, por “A Mandrágora”, de Maquiavel, e seu segundo Shell em 2012, por “L’Illustre Molière”. 

Atua, desde 2002, como diretor na Oficina de Atores Nilton Travesso, onde montou textos de autores como João Cabral de Mello Neto, Chico Buarque de Hollanda, Gil Vicente e Jean Tardieu.